10 – Ideias para quartos de bebês





Estamos no décimo post da série Ideias para quartos de bebês, neste post vou colocar alguns quartos que fiz em Curitiba, são quartinhos com algumas características diferenciadas. Vamos lá!


Este quartinho saiu na revista quarto e Cia. , e naquela época as pessoas nunca tinham ouvido falar de provençal ou toile du jouy, para conseguir o tecido foi uma dificuldade, um ano depois virou febre, e me deu uma enorme satisfação saber que me antecipei a tendência, e isso tem acontecido com bastante frequência.


O quarto de Menino, teve o toile du jouy por motivação, as paredes foram todas revestidas, metade em madeira branca com uma moldura de acabamento e na parte de cima o tecido toile du jouy azul , o teto branco neve. A janela ganhou cortina em voil azul modelo austríaco e sanefa em listras no mesmo tom da tecido da parede com bolsões para bichinhos de pelúcia.


Os armários já existiam então foram colocados nas laterais e ao meio uma pequena cômoda, para dar acabamento foi mandado fazer um acabamento na parte superior ( uma moldura) envolvendo os armário e a cômoda . Onde foram embutidas duas lâmpadas focadas sobre o trocador. Este recurso foi muito importante para dar integração ao mobiliário que estava solto e criou a sensação de móvel sob medida. Todos brancos.


Acima da dos armários foram confeccionadas caixas em dois tamanhos forradas com o mesmo tecido da parede toile du jouy, pois o armário não possuía maleiro, e as caixas além de um ótimo recurso organizacional deu o toque decorativo que precisava .


O Berço colocado em diagonal recebeu um véu e kit de berço no mesmo tecido da parede.

Para apoio a mamãe ganhou uma poltrona bergere de balanço em listras azuis e um puff que a acompanhava. Um pequeno móvel (também já existente) foi pintado de branco e resultou em um excelente apoio. No restante alguns quadrinhos com miniaturas em branco com azul e uma cerquinha de ursos com o nome dos familiares do bebê!

O piso era escuro e como Curitiba é mais frio, optamos em colocar um carpet em boucle branco e azul, com acabamento em todo o quarto , que seria possível retirar para lavar sempre que necessário, ficou ótimo !


Ficou um quartinho lindo, atemporal e que aproveitou todos os moveis que a mamãe tinha disponíveis para ao o quarto, foi necessário apenas a compra da pequena como e do berço.

O lustre de ferro branco ganhou cúpulas forradas do mesmo tecido da parede e alguns bichinhos de pelúcia colocados como se estivessem pendurados. Foi um dos quartos que fiz com um carinho incomparável , que guardo na memória e no coração !



O outro quartinho é de menina, também realizado por sistema de consultoria de decoração, eu e a futura mamãe optamos por aproveitar um mobiliário já existente e para tanto trocamos somente os puxadores, o quarto possuía um berço, um guarda roupas e uma cômoda grande. O quarto recebeu pintura em listras na cor branco e rosa, cortinas em voil branco , e bergere em tecido floral miúdo, o berço recebeu o véu, e o kit de berço em tons de rosa e branco.



O lustre (um achado da futura mamãe) era de cornetas, um pequeno móvel de apoio a bergere foi pintado de branco para compor melhor com o estilo provençal. Sobre o armário foram colocados vários bichos de pelúcia e os quadrinhos deram o acabamento necessário. O quarto ficou um doce e a bebê que o recebeu foi uma menina de beleza incontestável!



Foi outro quartinho que me deu imenso prazer, pois teve intensa participação da mamãe, uma pessoa muito sofisticada e de imensa simpatia e que envolveu uma grande amizade!




Para o terceiro quarto deste post coloquei um outro quartinho, também realizado em Curitiba, que foi delicioso de fazer, pois envolveu bastante artesanato e as amigas da futura mamãe, as titias e as avos, todas colaboraram, e ao final o resultado foi um verdadeiro poema.

Utilizando o mobiliário do filho mais velho que oportunamente era branco iniciamos o quartinho com uma pintura diferenciada, foi realizado um trompe l'oeil ( pintura ) em fitas e flores circulando o teto do quartinho que era na cor off White.


Berço, cômoda e armário de bebê eram brancos e foram colocados puxadores de rosas de biscuit patinados em rosa, acima do armário caixas decoradas com flores na cor do quarto completavam a decoração.



O tecido escolhido, na verdade eram do quarto de solteira da futura mamãe, cortinas e cabeceira de cama que viraram kit de berço e encaparam a cadeira bergere e o puff utilizados na gestação anterior.


Mas na verdade o que encantou o quarto foram as rosas (feitas à mão uma-a-uma, com a participação de amigas, tias , avos ,tias avos que delicadamente fizeram as flores em tecido organdi, que foram tingidos para chegar no tom da estampa da cadeira e do kit de berço )

Com as flores, foram executadas a sanefa, e o abatjour e também o dossel (de onde sai o véu), e para completar a cortina e o véu em voil bege ganharam flores salpicadas em rosa salmão !

O lustre em ferro com flores nos tons do quarto receberam cúpulas forrados com o tecido da cadeira de amamentação!


Um quadro de sapatilhas foi confeccionado tendo de fundo um retalho do kit de berço! Enfim como pode ver ficou um verdadeiro poema!

Uma curiosidade deste quartinho é que a mamãe escaneou o tecido floral e imprimiu em papel de seda onde embrulhou os bem nascidos distribuídos durante as visitas, um charme e delicadeza únicos, com um amor e um capricho quem somente as mamães conseguem ter !



Um encanto que mais de 8 anos depois continuam em evidencia, face ao seu estilo clássico e doce, que somente um quartinho de bebê conseguem!


Neste Post os tres quartos utilizaram mobiliário , tecidos, e acessórios de segunda mão, isto é que já haviam sido utilizados, o importante é o carinho e a dedicação com que são elaborados e executados e uma dose de criatividade!


Se gostarão compartilhe, curta comente e veja o vídeo com estes quartinhos no canal do you tube e o mais importante não deixe de inscrever-se no site assim receberá as novidades primeiro !





Márcia Rispoli entrou no ramo de decoração e design por acaso, ao sair vencedora de um concurso promovido pela Revista A&D, o que resultou em sua inscrição na Associação Brasileira de Designers de Interiores. Desde então, ela não parou mais! Neste espaço, ela compartilha de todo o conhecimento adquirido nestes mais de 20 anos de profissão.

Posts em destaque