Tendências

Em geral as pessoas mais velhas e as mais conservadoras estão realmente indignadas com as novas tendencias, pois temos hoje predominantemente a mistura por tendência e com isso a grande dificuldade de adaptação de pessoas mais conservadoras. Acredito que socialmente a diversidade esteja mais em evidência, o respeito está acima da determinante do padrão social, e aprender a respeitar as diferenças, mais do que nunca faz parte da educação e da cultura da sociedade.



Como toda a moeda tem dois lados, temos os que amam e os que odeiam, e a decoração é resultado das mudanças sociais e econômicas de um povo, e assim sendo temos também os admiradores e os críticos destas novas tendencias.


A decoração industrial é o resultado desta evolução socioeconômica e cultural e que resultou da falta de espaço dos grandes centros, e são estes centros que ditam as tendencias. Em uma cidade pequena não teria muita logica uma pessoa morar num barracão para estar próximo do trabalho, escola e seu centro cultural , mas com certeza para os mais antenados independente de estarem a kilometros dos locais onde isso é uma necessidade, este novo estilo integra-se a realidade destas pessoas por questões de sustentabilidade, espaço, e por fazerem parte da cultura delas.




Creio que no Brasil é mais raro, mas nos Estados Unidos já é mais comum deparar-se com pessoas que moram em celeiros adaptados como residencias " criando um estilo agroindustrial" . Acho que pelo rumo que nosso país está traçando esta será rapidamente uma realidade brasileira, recentemente assisti a um vídeo de uma multinacional no ramo do agronegócio e as estatísticas me surpreenderam, entre elas que 1 a cada três trabalhadores no Brasil será do ramo do agronegócio, que em menos de 20 anos o nosso país será responsável por 40% da comida em todo o mundo e um monte de outros números inspiradores .




Então se vamos falar de tendencias não podemos deixar de falar neste novo estilo será comum ver o homem do campo viver lofts com equipamentos de ultima geração comandados por satélites e placas fotovoltaicas além do conforto da televisão, ar condicionado e tudo mais que teremos nos grandes centros adaptados à um celeiro antigo ao lado de um trator ou de uma super colheitadeira.



E esta mistura é própria desta revolução de estilos que hoje observamos , teremos lugares deliciosos com vista para uma plantação lindíssima ou para um aras com singularidades do campo misturado ao conforto gerado pela tecnologia.




De certa forma esta mistura é a decoração industrial do campo. Em tempo de modernidade tecnologia e alta performance é muito comum ver o regresso ao simples, ao culto do ser, da alma , da paz de espirito e de certa forma prenuncia o inicio do declínio do ter. Ter mais de um veiculo poluente, deixar de utilizar embalagens que não possam ser recicladas, energia suja e poluente, utilização de água sem consciência, enfim nossas crianças estão aprendendo na escola e ensinando aos pais que ainda não entraram na era da sustentabilidade do planeta, que respeitar a natureza é assegurar o futuro, e o melhor as crianças estão aprendendo em casa a respeitar as escolhas, e principalmente ao planeta dentro de casa, com a família envolvida na constituição de sere humanos cidadãos, responsáveis e sustentáveis.




Nos países mais desenvolvidos como na Europa e America do norte, como no Canadá , ser sustentável já é cultural, e voltando à decoração vemos isso refletido nos novos estilos adotados, como o industrial, o boho, country e simple life efervecendo na nossa decoração, e esta mistura com certeza pega de surpresa os mais tradicionais. Afinal fazer sua avo entender que aquela cadeira rustica, velha, com restos de pintura é linda e vai ficar super bem na decoração da sua casa e compor maravilhosamente bem com o lustre de cristal, sinceramente vai ser uma epopeia se conseguir resultados !



Enfim acabamos por descobrir uma máxima da decoração, não existe nada feito, mas sim mal colocado, se soubermos equalizar as diferenças e harmonizar os contrastes teremos decoração belíssimas e de alta performance !




Enfim que tal pensar a respeito? E adotar novas posturas em 2017 ?




Márcia Rispoli entrou no ramo de decoração e design por acaso, ao sair vencedora de um concurso promovido pela Revista A&D, o que resultou em sua inscrição na Associação Brasileira de Designers de Interiores. Desde então, ela não parou mais! Neste espaço, ela compartilha de todo o conhecimento adquirido nestes mais de 20 anos de profissão.

Posts em destaque