SALAS DE JANTAR

Os italianos concordam comigo, o melhor da casa e a sala de jantar, ou de almoço, café da manhã, lanche da tarde , enfim o local onde fazemos nossas refeições. Lembro-me que na minha casa tinha a sala de jantar e a copa, a sala de jantar servia para as grandes comemorações, isto é Natal, Ano Novo, e as vezes um aniversário. A mesa era enorme de cerejeira com 12 lugares ocupava um espaço danado e quase não usávamos. Em compensação a copa era o local onde fazíamos todas as refeições. Era uma outra época onde podíamos ter espaços sobrando e bastante pessoas para ajudar a limpar , mas eu desde minha primeira casa sempre usei a "sala de Jantar " para todas as refeições. É claro que isso também tem muito haver com a cultura da família. Tive a oportunidade de conhecer a casa de uma Sra. italiana muito conhecida por sua massa espetacular em Curitiba , na casa dela a mesa saia direto do fogão era longa e tipicamente italiana, lembro-me de ter ficada encantada com a mesa.



Enfim vamos conversar sobre os tipo de mesa para refeições, creio que as mais praticas são as madeira , e redondas , ainda aumenta esta praticidade, pois é fácil de limpar , aguenta o tranco do dia a dia, inclusive crianças, e as redondas sempre cabe mais um ! São as minhas preferidas. Os modelos são diversos, clássicas, rusticas, com bases em cromado ou vidro, enfim de tudo quanto é tipo, mas estamos falando de forma e material, as cadeiras para esta sobre este tipo de mesa tem que ter harmonia com a mesa, mas não existe mais o "conjunto de jantar", existir , existe mas não são mais tendencias , atualmente vende-se as mesas separadas das cadeiras, e esta combinação depende muito do gosto. Mesas redondas requerem espaços maiores e em geral a dica para as medidas são as seguintes:






Não é novidade que é mais difícil colocar as mesas redondas na decoração do que as quadradas ou retangulares, pois quando temos um local já determinado com a forma fica mais simples de acompanhar, embora nem sempre seja o ideal, mas quando pensamos em mesas redondas, devemos ter em mente uma mesa quadrada no espaço que reservamos para utilizar esta mesa, no local onde cabe a mesa quadrada, cabe a redonda , nas mesmas proporção obviamente.





Dica importante e que nem sempre é observada, é que quando formos adquirir as cadeiras, se houverem braços, os mesmos devem entrar abaixo da mesa , senão a distancia entre o encosto e a mesa fica muito grande e com isso desconfortável , tanto para realizar a refeição como trabalhar, escrever, ou realizar qualquer atividade sobre a mesa. Independente da forma da mesa as cadeiras tem que ter proporção entre a s alturas da mesa e das cadeiras.



Hoje temos entre os vários estilos de decoração a possibilidade de colocar cadeiras diferentes à volta da mesa, mesma obviamente devem estar em acordo com o restante da decoração, que neste vaso pode ser vintage, rustica, ou até no estilo industrial.


É bastante comum e elegante ver as cadeiras das cabeceiras ( no caso das mesas retangulares) diferentes das demais, dá um charme e nobreza a posição da ponta , que deve . educadamente ser destinada as pessoas mais importantes do evento, desde o dono da residencia e sua senhora, no dia a dia, como no hospede homenageado.




Hoje tenho visto sofás de apoio a mesas de jantar , fica lindo, mas pouco prático, serve para aquelas mesas pouco usadas, para quem tem a possibilidade de fazer as refeições do dia a dia na copa. E utiliza as mesas de jantar para eventos.


Para não deixar as mesas quadradas e retangulares para trás vamos a elas: as quadradas requerem espaços amplos pois devemos circular à sua volta com total liberdade, já as retangulares , são as grandes queridas de todos, pois cabem o maior numero de pessoas e encaixam-se com perfeição em espaços tantos retangulares como quadrados, acompanhando obviamente o sentido do espaço. As mesas quadradas e retangulares possuem um padrão , que podem ser 10 ou 20 cm alterados ao gosto do cliente, mas vou ser bem sincera muitas vezes não funcionam, por exemplo, a mesa tem mais de dois metros de extensão então manda-se fazer a largura com 1,20 m achando que isso ira dar proporção à mesa, ( sim visualmente ficar mais proporcional) mas perde total mente a funcionalidade com relação a distancia entre as pessoas e se for para o dia a dia onde servem-se os pratos fica tudo longe, e um passa passa daqui e dali que torna-se estressante no dia a dia, neste caso é a beleza subjugando a funcionalidade! portanto cuidado !






Hoje nos espaços pequenos temos comumente as mesas encostadas na parede, bem colocadas ficam lindas, mas....dificilmente as vejo bem colocadas sem apoio profissional, então vamos a algumas regrinhas para ajudar a colocar a mesa encostada na parede: a primeira é que se a mesa é retangular o ideal é que a parte da largura fique encostada na parede ( a menor ) e nunca a maior, senão teremos a sensação de bancada !, devemos delimitar a mesa com moldura, almofadas, paineis, revestimentos, como espelho, papel de parede, cor diferente , fazendo uma determinação ou delimitação da mesa , ou a mesma parecerá perdida e encostada.Esta delimitação poderá ser vertical ou horizontal, depende do espaço, mas deve sempre existir.





Outra situação bastante corriqueira em face a falta de espaço é colocar a mesa abaixo da divisória entre a cozinha e a sala que é muito comum ser aberta hoje em dia, mesmo assim requer limitação, que normalmente vem na alteração de altura, a bancada sempre mais alta que a mesa, que parece sair desencaixando debaixo da bancada, é uma situação comum , mas difícil de ser resolvida com simplicidade, requer um bom trabalho decorativo para a mesma ficar harmônica.



Como disse anteriormente , tenho descendência italiana e as atitudes e ações importantes que tomamos sempre estão à volta da mesa ! E o melhor à volta da mesa sempre está o brinde e os manjares !














Márcia Rispoli entrou no ramo de decoração e design por acaso, ao sair vencedora de um concurso promovido pela Revista A&D, o que resultou em sua inscrição na Associação Brasileira de Designers de Interiores. Desde então, ela não parou mais! Neste espaço, ela compartilha de todo o conhecimento adquirido nestes mais de 20 anos de profissão.

Posts em destaque