Vamos continuar as aulas de decorânes ????

No começo do mês fiz um post referente a vocábulos que usamos especificadamente nem design de interiores e arquitetura , e foi ótimo pois muitas pessoas comentaram, e eu amo esta interação !!! Então resolvi dar escrever o decoranês 2 a continuação ....


O intuito é o mesmo facilitar a comunicação entre quem adquire, executa e fornece serviços na área de design de interiores. Facilitar a linguagem pois muitos se constrangem de perguntar.

Vamos lá?


Espelho veneziano


A origem destes espelhos se deu na Veneza do século XIV, quando surgiu a técnica do espelho de superfície lisa e fundo metálico que utilizamos até hoje. Antes desta revolução técnica – que envolvia vidro e mercúrio – os espelhos eram feitos a partir de metais polidos, como a prata e o bronze.

Para fins de comparação, basta saber que um espelho veneziano custava mais do que uma pintura de Rafael ou o equivalente a um navio de guerra.

O valor artístico dos espelhos venezianos é tão grande que um de seus exemplares está exposto no Museu do Louvre. O monopólio veneziano foi quebrado na década de 1660, durante o reinado de Luís XIV – o Rei Sol, representado pelo luxo do Palácio de Versalhes.

O Rei ordenou que seu ministro das finanças subornasse artesãos de Veneza para venderem seus segredos de produção. O plano francês foi vitorioso, fato que se reflete na impressionante Sala dos Espelhos em Versalhes, que segue o modelo veneziano de fabricação.

É um clássico, sempre esteve presente em decorações refinadas e seu glamour é facilmente identificado. Atualmente tem sido colocado sobre paredes de espelho e ficam lindíssimos, levantam qualquer decoração e misturado um com pouquinho de rusticidade fica um charme, como um aparador com mão francesa clássico em cimento.









Cristal de Murano


É um tipo de cristal que é trabalho artesanalmente na ilha do mesmo nome na Itália, E são mesmo muito bonitos, com imponência e beleza (além de terem aquele ar mais raro).Se você não conhece, vale a pena conferir os Barovier, um dos principais nomes quando se trata das obras desse estilo. Eles produzem peças maravilhosas, límpidas e com várias cores diferentes. A fabricação doa cristais de murano é mais artesanal, o que faz com que seja difícil a sua produção em série. E esse é um dos motivos pelos quais os itens desse tipo são muito mais valorizados, garantindo peças de muita beleza . De fato, o murano é, hoje, um dos objetos de desejo de quem gosta de artefatos de decoração. Com um processo diferenciado, a fusão de metais até a sua produção podem demorar 3 dias dependendo da dificuldade que a própria peça exige. As peças de murano também são as mais caras. Algumas apresentam ouro em sua fabricação o que torna a peça ainda mais valiosa.






Papel de parede Ananbô

Infelizmente as pessoas , e inclusive profissionais da área já viram mas não conhecem o papie ananbô, que é um atelie francês possui pinturas panorâmicas de parede em papel, é chiquérrimo , suas coleções são fantásticas, e são inspirados nas pinturas de parede do século XVIII. A Ananbô combina a pintura tradicional de paisagens e com as mais modernas técnicas de impressão e cria uma maravilhosa coleção de murais de papel de parede inspirados em elementos antigos.Eles são pintadas à mão, digitalizados e impressas em papel não tecido, no site, oferecem diversos tamanhos e cores para uma mesma paisagem. Por ser extremamente requintado tem sido utilizado como referencia para o estilo de pinturas de papel de paredes panorâmicos com temas como a flora, fauna e riquíssimos em detalhes principalmente do período da exploração francesa nas regiões asiáticas e africanas.

Pode ser adquirido no proprio site da marca www.ananbo.fr, mas são caros e demoram a chegar. Mas podemos tentar realizar decoração através de impressões em papel adesivo com imagens semelhantes, ficam lindíssimos .






Sanefas

Segundo o dicionários é uma larga tira de tecido que se coloca na parte superior da cortina ou reposteiro, nas vergas das janelas , podendo ser rematada com franja ou galão. Mas é comumente utilizada como cortineiro , principalmente quando é de tecido. Mas para ajudar ... o que é cortineiro ? è o local de onde sai a cortina, podendo ser de gesso, madeira, tecido, espelho, enfim, serve para esconder o trilho , mas com a chegada das cortinas em varão, muitas confecções não fazem mais o cortineiro, o que é uma pena pois arremata, não dá o acabamento necessário as cortinas . Existem um novo acabamento que parece um tubo de PVC recortado, mais ainda é melhor do que o trilho aparente.






mood board

Moodboard é um painel de referências visuais para representar o look and feel (conceito visual) do seu projeto. ... Um painel que vai trazer à tona, previamente, a atmosfera do projeto. Em geral é uma composição com tecidos, modelos, cores, estilos e referencias daquilo que se pretende adquirir ou executar . O ideal é que o mood board venha realmente acompanhado com amostras de tecido, couro, vidro, espelho para demonstrar a realidade do que se pretende executar, facilita muito para o designer e para o cliente, pois visualmente é muito mais fácil fazer uma composição imaginaria com todos os elementos em conjunto. Costumo acompanhar minhas consultorias com mood boards.



Cobogô ou combogô

Tijolo perfurado ou elemento vazado, feito de cimento utilizado na construção de paredes ou fachadas perfuradas, com a função de quebra-sol ou para separar o interior do exterior, sem prejuízo da luz natural e da ventilação. Usualmente é utilizado para designar qualquer divisória vazada, independente de ser de concreto ou tijolo, podendo ser de AVC, madeira, espelho, vidro, enfim do que sua imaginação determinar. Tem sido muito usado nas decorações, foi tendencia a dois anos e virou moda hoje é comum ver vitrines, escritórios e residencias . Além de que fica lindíssimo. Em territórios árabes o cobogó é muito comum e parece uma renda de tão linda ! Marrocos tem exemplares magníficos de cobogós.








Bisotê

O chamado bisotê, é um acabamento onde as bordas de vidros ou espelhos são trabalhadas e chanfradas em angulação. Essas bordas podem ser feitas com um ou dois centímetros, para dar leveza e criar uma moldura delicada ao seu espelho. Normalmente uma chapa de espelho possui a metragem máxima de 3,21m X 2,20m mas não dobram, então quando queremos revestir uma parede e o local for um prédio o espelho tem que entrar no elevador ou conseguir fazer a curva na escada, então é muito comum dividir o espelho, e para o acabamento ficar mais bonito e sofisticado utilizamos o recurso do Bisotê. Em espelhos com molduras principalmente os clássicos com molduras em entalhadas vem com acabamento bisotê . Já os designs mais modernos dispensam o bisotê.










Pé direito

O pé direito, em linguagem de arquiteto e construtor, corresponde à distância entre o piso e o teto. Em São Paulo, por exemplo, prédios mais antigos tem facilmente mais de três metros de pé direito, é o caso do edifício Copan. Já residências mais atuais possuem um pé direito baixo. Alguns historiadores registram que na Idade Média era assim que se chamavam os pilares em que os arcos de uma construção se apoiavam. De forma simples é a altura do espaço.



Bom hoje ficamos por aqui pois temos muito mais ainda como lambrequim, gazebo, átrio, mansarda e assim vai .....para o próximo post !







Márcia Rispoli entrou no ramo de decoração e design por acaso, ao sair vencedora de um concurso promovido pela Revista A&D, o que resultou em sua inscrição na Associação Brasileira de Designers de Interiores. Desde então, ela não parou mais! Neste espaço, ela compartilha de todo o conhecimento adquirido nestes mais de 20 anos de profissão.

Posts em destaque